terça-feira, 26 de maio de 2009

Hanuman

Hanuman, o Deus macaco é um dos Deuses
mais populares da Índia. Filho de Vayu(Senhor dos ventos) é símbolo de força física, perseverança e devoção.
No Ramayana fala que o chefe dos macacos é um ser perfeito. Ninguém se iguala a ele no aprendizado dos Shastras e na compreensão do significado e sentido das escrituras.
Ele é descrito tendo um pescoço pequeno, um rosto vermelho arredondado, dentes brancos afiados, a juba como de uma flor e habilidade de se expandir tão grande como se fosse uma montanha e de se encolher como se fosse uma
mosca.
Muitas são as histórias e mitos relacionados a Hanuman mas a principal de todas se diz respeito ao Ramayana (leiam os tópicos sobre Dussehra e Diwali). O Ramayana é um dos principais épicos hindus. Conta a saga de Lord Rama.
Hanuman teve papel fundamental durante toda a história de Ramayana e é adorado pela devoção que tem a Rama.
Hanuman encontrou Rama e seu irmão Lakshaman durante o exílio de Rama na selva, enquanto este procurava sua esposa Sita que havia sido raptada pelo demónio Ravana.
A partir daí começou a história entre Hanuman e Rama. Hanuman encontrou Sita, a consolou e levou Rama até Lanka (atual Sri Lanka) onde lutaram contra os demónios e venceram, libertando Sita.
O maior feito de Hanuman foi salvar a vida de Lakshaman. Para devolver a vida de Lakshaman ele foi até os Himalaias pegar uma erva mas não sabendo exatamente qual era a erva carregou a montanha inteira até Lanka a tempo de salvar a vida de Lakshamam.
Recomendo a todos que leiam o Ramayana.
Hanuman é considerado um dos mais poderosos e mais completos Deuses do hinduísmo.

sábado, 23 de maio de 2009

Momentos

Resolvi postar hoje sobre alguns momentos da minha vida. Momentos de minha história com a India. Foram dois anos muito marcantes em minha vida. Dois anos que cresci muito mais do que poderia imaginar. Fiz amigos que nunca irei esquecer. Nada melhor do que uma retrospectiva de imagens para relembrar tantos bons momentos e compartilhar com voces um pouco da minha vida.


















domingo, 17 de maio de 2009

Vaastu Shastra - Introdução


O Vaastu é a ciência da arquitetura e construção indiana.
Ele unifica a ciência, arte, astronomia e astrologia. É a ciência das direções, que combina os cinco elementos da natureza e equilibra eles com o homem e a matéria.
O mundo compreende em cinco elementos básicos,também conhecidos como "Paanchbhootas". Eles são terra, água, ar, fogo e espaço.



Terra (Bhumi): Terra, o terceiro planeta no fim do sol, é um grande ímã com pólos norte e sul como centros de atrações. O seu campo magnético e força gravitacional tem efeitos sobre tudo na Terra, a vida e não vida.

Água (Jal): É representado pela chuva, rio, mar e se apresenta sob a forma de líquido, sólido (gelo) e gás (vapor, nuvens). Faz parte de todos os vegetais e animais. Nosso sangue não é nada além de água com hemoglobina e oxigênio. Se formos ver a nossa história, todas as culturas se desenvolvem sobre o banco de quaisquer corpos d'água, de modo que este mostra a influência da água na nossa vida.

Ar (Vaayu): É um elemento de apoio de vida, é uma poderosa fonte de vida. O oxigênio do ar puro é bom para o cérebro e sangue. Os valores de conforto físico humano estão diretamente relacionados em corrigir umidade, fluxo de ar, temperatura do ar, pressão atmosférica e a composição do seu conteúdo. Neste aspecto, prende-se com ar todo o corpo através da superfície da pele, sangue sistema - através da respiração. Ar também representa o movimento.

Fogo (Agni): Representa luz e calor, sem os quais a vida será extinta. Todos os dias e noites, estações, a energia, entusiasmo, paixão, vigor. Fogo é uma fonte de energia mental também. Tem desempenhado um papel importante no desenvolvimento das qualidades visuais da arquitetura em termos de texturas, cores e, acima de tudo sobre as expressões de vitalidade.

Espaço (Aakash): Representa as inumeras regiões existentes em todo o Universo, em diversas galáxias. Eles transmitem, luz, calor, força gravitacional, campo magnético entre outros.

A importância da orientação não é apenas para poupar energia mas também para providenciar uma vida maissaudável, prosperidade e riqueza para os proprietários.



A boa orientação é o bom conhecimento das oito direções: Sul, Sudeste, Leste, Nordeste, Norte, Noroeste, Oeste, Sudoeste. Cada direção tem o seu próprio siginificado e a sua própria construção. As regras básicas do Vaastu Shastra são baseadas nessas oito direções.

Vastu é seguido em todos os passos da construção: a forma, a natureza do solo. Quando e como construir uma casa, como fazer os interiores, como escolher a cor e quando a mudança. Vastu essa é uma grande ciência que é um conjunto de informação.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Butter Chicken

Segue mais uma receita deliciosa da cozinha indiana.
Para quem mora em São Paulo, é possível encontrar as masalas(temperos) citados na receita no mercado municipal.
Butter Chicken ou Murg Makhani é um prato típico da região norte da India.



Ingredientes:
700gr de frango sem osso
1 colher de chá de suco de limão
sal e pimenta vermelha a gosto
meia xícara de yogurte
4 colheres de chá de alho e gengibre em pasta
2 colheres de chá de Tandoori Masala
1 1/2 colher de chá demanteiga semsal
1 colher de chá de Garam Masala
1 cardamomo grande
2 Cardamomo verde
1 canela em pau
3 Tomates grandes
1 colher de chá de açucar
1 colher de chá de fenacho
pimenta verde a gosto
1 xicara de creme de leite fresco
3 folhas de coentro picadas

Modo de preparo
1. Corte o frango em pedaços pequenos e lave bem
2. Em uma bacia adicione o suco de limão, gengibre, alho, tandoori masala, pimenta vermelha, sal e yogurte
3. Misture bem e coloque o frango para marinar na geladeira durante a noite para melhores resultados ou pelo menos por algumas horas
4. Grelhe o frango na manteiga ou oleo, e deixe em fogo alto por uns 5-7 minutos de cada lado
5. Coloque a manteiga em uma panela média e derreta
6. Adicione os cardamomos e a canela e frite por um minuto
7. Adicione gengibre e alho e frite por uns 30 segundos
8. Adicione a pimenta verde e os tomates em pure e mexa bem
9. Adicione sal, pimenta vermelha e garam masala e mexa bem
10. Após ferver abaixe o fogo edeixe por uns 10 minutos ou até que a maior partedo suco do tomate tenha evaporado
11. Adicione o açucar e o fenacho e deixe por mais 2 minutos, depois adicione o frango e mexa bem
12. Adicione o creme de leite fresco, mexa e tire do fogo ao ferver
13. Coloque o coentro e sirva.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Kabhi Kabhi Aditi

A música de hoje é Kabhi Kabhi Aditi. Ela faz parte da trilha sonora do filme Jaane Tu Ya Jaane Na. Um romance adolescente onde um rapaz e uma moçasão melhores amigos e acreditam ser apenas isso e para provar que não há nada entre eles além da amizade tentam arranjar namorado(a) um para o outro.

É uma história super gostosa e que vale muito a pena assistir. A trilha sonora também é muito boa. O casal principal da trama é vivido por Imraan Khan e Genelia D'souza, que vivem Jai e Aditi. Os pais da atriz Genelia D'souza são de Goa, eis a razão do sobrenome português dela.



Filme - Jaane Tu… Ya Jaane Na
Elenco – Imraan Khan, Genelia Dsouza, Ratna Pathak, Naseruddin Shah, Arbaaz Khan, Sohail Khan, Arshad Warsi, Paresh Rawal, Manjari Phadnis
Diretor – Abbas Tyrewala
Diretor Musical – A R Rahman
Letra – Abbas Tyrewala
Cantor – Rashid Ali

Kabhi kabhi aditi, - as vezes Aditi
zindagi mein yun hi, - alguem entra em sua vida
koi apna lagta hai - parece que sempre esteve lá
kabhi kabhi aditi - as vezes Aditi
woh bichhad jaaye to - se vocês se separam
ek sapna lagta hai -parece um pesadelo
aise mein koi kaise apne, aansuon ko, behne se roke… - em dias como esse como fazer as lagrimas pararem de cair
aur kaise koi soch le, everyhting’s gonna be ok… - e como acreditar que tudo ficara bem
kabhi kabhi to lage - as vezes parece
zindagi mein rahi - que a vida permanecerá
na khushi aur na maza - sem felicidade e sem diversão
kabhi kabhi to lage - as vezes parece
har din mushkil - que cada dia é muito duro
aur har pal ek saza - e cada momento uma penalidade
aise mein koi kaise muskaraaye, kaise hans de khush hoke… - em momentos como esse como sorrir e rir com alegria
aur kaise koi soch le, everyhting’s gonna be ok - e como acreditar que tudo ficará bem
soch zara jaanejaan, - pense sobre isso querida
tujh ko hum kitna chaahte hain - o quanto nós amamos você
rote hain hum bhi agar - até mesmo nós começamos a chorar
teri aakhon mein aansu aate hain - se vemos lágrimas em seus olhos
gaana toh aata nahin hai magar - apesar de não sabermos cantar ainda
phir bhi hum gaate hain - nós fizemos essa canção pra você
hey aditi maana kabhi kabhi, saare jahan mein, andhera hota hai… - Hey Aditi, tudo bem se o mundo parece estar no meio da escuridão
lekin raat ke baad hi to, savera hota hai - mas depois das noites vem uma bela manhã
Kabhi kabhi aditi, - as vezes Aditi
zindagi mein yun hi, - alguem entra em sua vida
koi apna lagta hai - parece que sempre esteve lá
kabhi kabhi aditi - as vezes Aditi
woh bichhad jaaye to - se vocês se separam
ek sapna lagta hai -parece um pesadelo
hey aditi hans de, hans de, hans de, hans de, hans de - Hey Aditi, sorria, sorria, sorria
hans de tu zara - por favor sorria por nós
nahin toh bas thoda, thoda, thoda, thoda, thoda -se não, pelo menos um pouco , só um pouco thoda muskura - sorria para nós
tu khush hai - se você está feliz
to lage ke jahaan mein - então vai parecer
chhayi hai khushi - que o mundo é um lugar alegre
sooraj nikle baadlon se - o sol aparece atrás das nuvens
aur baante zindagi - e irradia vida ao redor
sunn to zara - apenas escute isso
madhosh hava tujhse kehne lagi - o que a brisa semiconsciente está dizendo a você
ke aditi woh jo bichhadte hain, ek na ke din, phir mil jaate hain - porque Aditi, aqueles que se separam, um dia ou outro se unirão de novo
Aditi jaane tu, ya jaane na, phool phir khil jaate hain - Aditi! você sabe isso ou não sabe que as flores sempre florescem novamente
Kabhi kabhi aditi, - as vezes Aditi
zindagi mein yun hi, - alguem entra em sua vida
koi apna lagta hai - parece que sempre esteve lá
kabhi kabhi aditi - as vezes Aditi
woh bichhad jaaye to - se vocês se separam
ek sapna lagta hai -parece um pesadelo
hey aditi hans de, hans de, hans de, hans de, hans de - Hey Aditi, sorria, sorria, sorria
hans de tu zara - por favor sorria por nós
nahin toh bas thoda, thoda, thoda, thoda, thoda -se não, pelo menos um pouco , só um pouco thoda muskura - sorria para nós

domingo, 3 de maio de 2009

Choque cultural

Para muita gente a primeira impressão é a que fica.
Quando se trata da India não podemos tirar essa conclusão.
Logo ao chegar no aeroporto na India já nos deparamos com o grande choque cultural. As vezes já reparamos isso até mesmo antes de chegar, no próprio avião.
Não existe voo direto do Brasil para a India portanto é necessario fazer uma parada. Eu ja fui por Londres e por Paris mas é possivel também por outros diversos lugares.
Na primeira vez que fui já percebi o choque logo no avião. Entrei no voo de Londres para Delhi e parecia que todos aqueles indianos embarcando já se conheciam, como se fosse uma unica familia mas não, eles conheciam uns aos outros da mesma forma que me conheciam. Falantes, simpaticos, essa foi a minha primeira impressão dos indianos, antes mesmo de chegar na India.
Dentro do aeroporto tudo parece normal mas passando pela porta da entrada nos deparamos com uma quantidade de pessoas uma por cima da outra que parece algo inacreditável.
Como cheguei no meio da madrugada não percebi de cara o choque no transito da India mas não demorou muito para me dar conta disso. A primeira vez que andamos de carro, taxi ou qualquer meio de transporte na India (exceto metro e trem) parece que vamos morrer, que vai acontecer um acidente logo no primeiro quilometro mas aos poucos percebemos que a desorganização é um pouco organizada e eles se entendem nesse vai e vem louco do transito local. Na paisagem vemos lugares limpos, verdes mas também vemos locais sujos, crianças pedindo dinheiro e percebemos que estamos em um pais pobre.
Com o passar do tempo percebemos que a India é um pais de contradições. Limpo e sujo, rico e pobre, com grandes palacios e predios caindo aos pedaços. Então percebo que na India o que surpreende não é o ver e sim o sentir. Voce só entenderá a India a partir do momento que conseguir sentir, a perceber o que é importante para cada ser que está ali.
Cada um sente algo diferente ao chegar na India. Alguns entram e já sentem uma espiritualidade no ar. Outros acham tudo um caos e se desesperam logo de início e para alguns tudo parece normal.
Então pergunta a voces qual foi a primeira impressão de voces ao chegarem na India ou, para aqueles que nunca foram na India mas pretendem ir, qual a impressao que voce espera logo de cara? como voce acha que reagirá ao chegar a esse pais tão contrastante e surpreendente?

veja também

Related Posts with Thumbnails

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts